Menu
Home
Leia nosso Blog

Adoção de cachorro: tudo que você precisa saber

Adoção de cachorro: tudo que você precisa saber

Quando pensamos em adoção de cachorro, a primeira coisa que pesquisamos é um abrigo que resgata cães de rua ou recebe animais entregues voluntariamente para adoção.

Seja ele um filhote nascido em um lote vago ou um cachorro velhinho abandonado nas ruas por seu antigo dono, o pet, de forma geral, pode ser um desafio para se adaptar em sua vida. Afinal, o cão é um animal especial que precisa de tempo, espaço, paciência e compreensão.

Os primeiros dias em sua casa são especiais e críticos para um animal de estimação. Seu novo cão ficará confuso sobre onde ele está e o que esperar de você, por isso, estabelecer uma estrutura clara será fundamental para fazer uma transição o mais suave possível.

 

Ao se tratar de um filhote, para dar certo, você precisará oferecer muito mais do que apenas uma cama e uma tigela de ração. Eles também precisam de cuidados e atenção constantes.

Embora inicialmente as primeiras noites de um filhote em casa possam dar muito trabalho, no futuro todo o esforço terá valido a pena.

Estabelecer bons hábitos nessas primeiras semanas garantirá as bases para uma vida inteira de felicidade para você e seu cão. Lembre-se, você tem a responsabilidade de ajudar seu novo amigo a se tornar um cão feliz e saudável.

Por isso, hoje vamos falar sobre adoção de cachorro e dar algumas dicas para os pais de pets de primeira viagem. Quer saber mais? Acompanhe!

 

Adoção de cachorro: tudo que você precisa saber | Foto 1

Você está pronto para uma adoção de cachorro?

Se você ou outro membro de sua família está pensando em adotar um cachorro, mas não tem certeza sobre tomar uma decisão tão grande, considere se perguntar algumas coisas antes.

 

Como um cão vai contribuir para melhorar sua vida? Você prefere fazer caminhadas ou corridas diárias, ou é mais provável que passe mais tempo descansando ou trabalhando em casa? Você quer um companheiro incansável ou um animal de estimação que seja mais independente?

Sua casa ou apartamento atual é adequado para um cachorro? Há espaço para um animal de estimação brincar, comer e sair ao ar livre? Quais partes da casa o cão poderá acessar?

Como suas obrigações profissionais, vida social ou férias afetarão sua capacidade de cuidar de um cachorro? Você tem tempo para dar atenção? Você tem outras opções de cuidados para quando estiver ausente?

Como as pessoas com quem você mora vão reagir ao seu novo cachorro? Você precisa de um cachorro que seja amigável com crianças? Alguém na casa é alérgico a cachorros? Como os outros animais de estimação reagirão a outro animal?

Você tem paciência para socializar e ensinar um novo cão? Você pode permanecer calmo em meio a todos os incidentes, mastigações e energia necessária para treinar um novo cão?

Você está comprometido com o cão, não importa o custo financeiro? Você está preparado para pagar as contas de comida, brinquedos, higiene e veterinário?

Se você puder responder com confiança às perguntas acima, você está bem preparado para receber um novo cão adotado.

Aqueles dispostos a abrir suas casas e corações para abrigar cães ganharão um companheiro amoroso para toda a vida. Seu obstáculo final é decidir qual dos milhares de cães adoráveis ??que precisam de um lar você adotará como seu!

Adoção de cachorro: tudo que você precisa saber | Foto 2

O que fazer nos primeiros dias após a adoção de cachorro?

Sabemos que a mudança é estressante – e seu novo cão sente o mesmo! Dê-lhe tempo para se acostumar com sua casa e família antes de apresentá-lo a estranhos.

Certifique-se de que as crianças saibam como se aproximar do cão sem sobrecarregá-lo.

Quando você adotar seu cachorro, lembre-se de perguntar o que ele comeu e quando ele foi alimentado. Replicar esse cronograma pelo menos nos primeiros dias para evitar desconforto gástrico.

Se desejar mudar para uma marca diferente de ração, faça-o durante um período de cerca de uma semana, adicionando uma parte de alimento novo a três partes do antigo por vários dias. Em seguida, mude para metade de ração nova, metade velha e, em seguida, uma parte velha para três partes novas.

Além disso, mesmo que tenha escolhido um cachorro adulto, é fundamental que se informe sobre as vacinas que o cão já tomou. Se você, por algum motivo, não teve acesso ao cartão ou não tem certeza sobre as informações que recebeu, o ideal é garantir as doses necessárias. Para isso, faça uma visita ao veterinário. Ele indicará quais doses o seu novo amigo deverá tomar, como por exemplo contra a raiva e a V10 - que protege o animal contra as principais doenças.

No caminho para casa, seu cão deve estar protegido e seguro, de preferência em uma caixa confortável. Alguns cães acham as viagens de carro estressantes, portanto, tê-lo em um local seguro tornará a viagem para casa mais fácil para ele e para você.

Uma vez em casa, leve-o imediatamente ao banheiro e passe um bom tempo com ele para que ele se acostume com a área e faça suas necessidades.

Mesmo que seu cão se alivie durante esse período, esteja preparado para acidentes. Entrar em uma nova casa com novas pessoas, novos cheiros e novos sons pode tirar até o cachorro mais domesticado da linha, então esteja pronto para o caso.

A partir daí, comece a sua programação de alimentação, higiene e brincadeiras. Desde o primeiro dia, seu cão precisará de tempo com as pessoas e breves períodos de confinamento.

Não ceda se ele choramingar quando for deixado sozinho. Em vez disso, dê-lhe atenção por bom comportamento, como mastigar um brinquedo ou descansar em silêncio.

Nos primeiros dias, mantenha-se calmo e quieto perto do seu cão, limitando a excitação excessiva - como o parque para cães ou as crianças da vizinhança. Isso não apenas permitirá que seu cão se acomode mais facilmente, mas também lhe dará mais tempo para conhecer seus gostos.

Palavras de comando como "senta" e “deita” podem provocar uma reação diferente daquela que você espera. Talvez o cãozinho tenha passado a vida isolado e nunca tenha sido socializado ou tido acesso a atividades simples e aparentemente comuns. Este cão pode ser o resultado de uma série interminável de comunicações trocadas e expectativas irreais que exigirão paciência de sua parte.

Mantenha todos os produtos de limpeza, detergentes, alvejantes e outros produtos químicos e medicamentos fora do alcance do cachorro, especialmente se for filhote, e dê preferência às prateleiras altas.

Remova as plantas venenosas de casa, como a Espada de São Jorge, Costela de Adão, Jibóia e Comigo-ninguém-pode, ou mantenha-as em vasos suspensos no alto, onde seu cão não possa alcançá-las.

Além disso, se o seu cachorro for filhote, deixe as tampas dos vasos sanitários fechadas, desconecte os cabos elétricos, remova-os do chão e mantenha os sacos plásticos fora do alcance. Eles costumam ser muito mais curiosos e exploradores do que os cães adultos.

 

Adoção de cachorro: tudo que você precisa saber | Foto 3

Quais os cuidados com a relação entre crianças e cães recém-adotados?

Não recomendamos deixar crianças sozinhas com seu novo cachorro. Nem por um segundo. O tipo de relacionamento que vemos nos filmes entre crianças e cães é uma construção. Além disso, as crianças podem assustá-lo ou até mesmo maltratá-los, sem que haja intenção.

Ninguém deve encorajar brincadeiras violentas, lutas ou brincadeiras com a boca do cão em partes do corpo humano ou roupas. Isso é especialmente relevante quando um adulto brinca com o cão dessa maneira, porque quando a criança excita o cão em seguida, o cão pode ser estimulado a brincar da mesma forma, colocando a criança em risco de lesão.

Seu cachorro deve ser alimentado com suas refeições em uma área completamente protegida e longe de crianças, tanto para que ele tenha um pouco de paz e privacidade quanto para evitar comportamentos de guarda.

O cão também deve ser alimentado com porções que terminam rapidamente, para que não haja mais nada no pote e ele queira ficar para proteger o que resta. As tigelas vazias devem ser retiradas e guardadas, para que ele também não considere vigiar a área de alimentação.

A maioria das crianças não é mordida pelo próprio cachorro, mas pelo cão de um amigo ou vizinho. Isso significa duas coisas: observe seu próprio cão de perto quando seu filho estiver com um amigo ou em uma situação similar. E considere buscar ajuda de um profissional, quando houver:

  • Quaisquer sinais de jogo físico violento ou agressivo do cão com a criança;

  • Quaisquer sinais de demonstração de força física do cão com a criança;

  • Qualquer rosnado, mesmo durante as brincadeiras;

  • Qualquer sinal de que o cão está com medo da criança, ou seja, se seu cão recua ou tenta escapar quando a criança aparece ou se aproxima;

  • Se seu cão parece ficar com "ciúmes" em situações de afeto físico entre o dono e outras pessoas, mesmo que moradores da casa - ele late ou tenta passar entre as pessoas, separando-as, durante o momento de  intimidade;

  • Quaisquer sinais de que o cão está guardando seu pote de comida, seus ossos, seus brinquedos ou itens “roubados” - o cão pode ficar tenso, mostrar os dentes ou rosnar para qualquer um que se aproxime ou se aproxime de seu item;

  • Se seu cão parece fora de controle ou muito desobediente quando observa crianças brincando ou correndo.

 

Lembre-se que, com os cuidados adequados, seu novo animal de estimação se tornará um cãozinho feliz e saudável e fornecerá muito amor e companheirismo nos próximos anos.

 

Como funciona o processo de adoção de cachorro?

Você já respondeu positivamente às perguntas essenciais, já organizou tudo e providenciou todos os suprimentos necessários. Então, o que vem a seguir? Chegou a hora de descobrir onde adotar seu mais novo membro da família!

Você pode fazer uma pesquisa online e buscar por um abrigo de cães por meio da internet. Muitos abrigos têm seus cães adotáveis em uma lista online, para que você possa encontrar seu companheiro sem precisar visitar vários locais.

Se preferir fazer a escolha pessoalmente, faça uma pesquisa sobre os abrigos de animais disponíveis na sua região e escolha um dia para conhecê-los.

Adotar um cachorro pode levar de algumas horas ou, em alguns casos, alguns dias, dependendo do abrigo.

Alguns abrigos exigem uma visita domiciliar para conhecer o ambiente em que o cão estará vivendo. Outros pedirão referências e até mesmo um contato veterinário caso você tenha um animalzinho em casa.

Entre em contato com a organização escolhida para solicitar a inscrição e perguntar sobre os requisitos para adoção!

Quando chegar a hora de trazer seu novo companheiro para casa, lembre-se de tudo o que dissemos e seja paciente. Coloque-se no lugar do cachorro: ele pode ter vindo de outra casa ou mesmo das ruas, onde sua vida era completamente diferente.

Seja gentil e não o exponha a tudo de uma vez. Se você preparou tudo da melhor forma possível, a única coisa que pode fazer agora é mostrar ao seu novo amigo um pouco de amor e paciência.


O período de ajuste pode levar alguns dias ou semanas, mas confie em nós – vale a pena esperar!

Gostou de saber mais sobre adoção de cachorro? Então conheça melhor a Adotar e encontre cães para adoção na sua região!

Data da postagem: 24/05/2022

« voltar para o blog